quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

"O Arquivo do Planeta" de Albert Kahn

Nascido a 3 de Março de 1860, Albert Kahn foi um banqueiro e milionário francês que se tornou pioneiro na fotografia a cores.
Em 1909 embarcou num viagem pelo mundo para registar e documentar, fotográfica e cinematograficamente, modos de viver e aspectos geográficos de um mundo em rápida mudança.
Essa viagem durou cerca de vinte anos, tendo sido interrompida em 1929 em resultado da crise financeira que quase o arruinou.
Percorreu mais de cinquenta países, entre os quais Portugal, e recolheu mais de 70 mil fotografias.
Uma das novidades da sua obra reside na aplicação da cor à fotografia, o chamado autocromo Lumiére, um processo inventado pelos irmãos Lumiére em 1903 e comercializado em 1907.
Kahn frequentava os meios intelectuais de Paris e era grande amigo de August Rodin, tendo falecido em 14 de Novembro de 1940, no inicío da ocupação da França pelo nazis.
A maior parte da sua obra encontra-se reunida no Museu Departamental de Boulogne-sur-Seine, fundado em 1986 (clicar para uma "visita").
Kahn, que  também registou aspectos da Primeira Guerra, documentou um mundo que desapareceu ainda durante o seu tempo de vida.
Em baixo divulgamos alguns dos seus trabalhos, com destaque par as fotografias registadas em Portugal.   
 
6 Fotografias portuguesas de Kahn:
 
 
 
 
 
 
 
...e os outros mundos de Kahn: